8 de set de 2013

IDHM: Taiobeiras no processo de desenvolvimento humano.



Os dados divulgados no segundo semestre de 2013 pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o Programa das Nações Unidas de Desenvolvimento (PNUD), mostra os avanços do desenvolvimento humano aqui no Brasil. Trazendo aqui uma analise dos últimos censos realizados no Brasil (em: 1991; 2000; 2010) observamos os avanços no município de Taiobeiras – MG no que se tratam os três principais fatores de analise para obter o IDH: Escolaridade; Renda; Longevidade.Segue abaixo Gráfica e Tabela do IDHM de Taiobeiras - MG:


Índice de Desenvolvimento Humano Municipal e seus componentes - Taiobeiras - MG
IDHM e componentes
1991
2000
2010
IDHM Educação
0,138
0,321
0,578
% de 18 anos ou mais com ensino fundamental completo
13,68
20,12
39,06
% de 5 a 6 anos frequentando a escola
18,40
61,26
92,49
% de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental
19,86
56,17
92,54
% de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo
8,17
29,79
63,33
% de 18 a 20 anos com ensino médio completo
8,73
15,11
32,24
IDHM Longevidade
0,688
0,783
0,815
Esperança de vida ao nascer (em anos)
66,29
71,95
73,90
IDHM Renda
0,504
0,557
0,639
Renda per capita (em R$)
184,08
256,46
426,91
Fonte: Pnud, Ipea e FJP
Como traz a tabela acima é de fácil percepção os aumentos nos três fatores no município ao longo dos anos. Como informa no site Atlas Brasil:
“O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de Taiobeiras é 0,670, em 2010. O município está situado na faixa de Desenvolvimento Humano Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699). Entre 2000 e 2010, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,257), seguida por Renda e por Longevidade. Entre 1991 e 2000, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,183), seguida por Longevidade e por Renda.” (ATLAS BRASIL, 2013).

            Esses crescimentos se deram por vários fatores não só na cidade, mas em todo país. Alguns fatores não são positivos como aparenta, sendo na Educação, por exemplo, um dos fatores que mais se avançou, mas se aprofundarmos nos motivos que cresceu a frequência na educação básica, encontraremos políticas pedagógicas que facilitam muito a passagem de uma série a outra, evitando alunos que ficam retidos por notas baixas, sendo um problema na defasagem dos alunos de rede pública. Mas nem sempre é pontos negativos que se dão esses aumentos, a própria questão de melhores condições no mercado de trabalho, a busca pela melhoria na educação pessoal faz esse aumento, mesmo que seja algo também imposto pelo sistema.
            A Longevidade pode ser percebida por algumas facilitações ao acesso a informação e a saúde, mesmo sendo algo de grande crítica os sistemas de saúde de modo geral, houve grande melhoria no município de Taiobeiras – MG. Com avanços de políticas públicas como o próprio SUS (Sistema Único de Saúde) entre outras que facilitou locomoção e informação também. E a Renda também colaborou com a própria longevidade e educação, com uma melhor renda houve melhores condições a acesso a esses setores. Algumas políticas públicas são importantes para isso, com criação de renda a famílias que não se incluía ai, fazendo movimentar mais o comércio e a própria produção no município. Políticas nos setores rurais e urbanos, o aumento do nível de escolaridade também são de grandes destaques ao tratar de Renda.
            O gráfico abaixo mostra que Taiobeiras – MG se encontra ainda abaixo da media do Estado de Minas Gerais e do Brasil. O que indica que não estamos em dados tão comemorativos, apesar dos avanços do IDHM nos últimos anos. Taiobeiras é a 425º no ranking do Estado de Minas Gerais, muito longe de uma posição valorizada já que tratamos de um Estado de 853 municípios, apesar disso Taiobeiras destaca entre os 10 municípios de maior destaque da mesorregião do Norte de Minas. Um ponto negativo do Estado de Minas é que dentro do nível do IDHM só apresenta 02 municípios com nível Muito Alto (0,800 – 1,000), e boa parte se encontra no nível médio (0,600 – 0,699). 

            Mas, os avanços são vistos como traz o próprio Atlas Brasil:
“Entre 2000 e 2010: O IDHM passou de 0,519 em 2000 para 0,670 em 2010 - uma taxa de crescimento de 29,09%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 31,39% entre 2000 e 2010; Entre 1991 e 2000: O IDHM passou de 0,363 em 1991 para 0,519 em 2000 - uma taxa de crescimento de 42,98%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 24,49% entre 1991 e 2000; Entre 1991 e 2010: Taiobeiras teve um incremento no seu IDHM de 84,57% nas últimas duas décadas, acima da média de crescimento nacional (47,46%) e acima da média de crescimento estadual (52,93%). O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 48,19% entre 1991 e 2010.” (ATLA BRASIL, 2013)
O IDH tem como objetivo avaliar os avanços de desenvolvimento no mundo, assim deixa dicas para os municípios que passarem por essa avaliação ver e criar caminhos para melhorias. Taiobeiras – MG teve grandes avanços, mas precisa melhorar em vários sentidos e criando novos conceitos de desenvolvimento e caminhos para melhoria da vida humana.
Referências:



ATLAS BRASIL. Perfil: Taiobeiras. Disponível em: http://atlasbrasil.org.br/2013/perfil/taiobeiras_mg.  Acessado em 08 de Setembro de 2013.
ATLAS BRASIL. Ranking – Minas Gerais. Disponível em: http://atlasbrasil.org.br/2013/ranking. Acessado em 08 de Setembro de 2013.
PNUD BRASIL. Desenvolvimento. Disponível em: http://www.pnud.org.br/IDH/DH.aspx. Acessado em 08 de Setembro de 2013.
 

Destaque