21 de jun de 2018

História em Futebol de Botão: Uma partida em pedido de paz, Irã e Estados Unidos na Copa do Mundo de 1998.

A Copa do Mundo de Futebol é um grande espetáculo, não só pelas partidas de autonível, mas pelas histórias que envolvem as partidas. E em 21 de junho de 1998, as tensões de uma guerra entre iranianos e estadunidenses, ganharam um capitulo diferente por conta de uma partida da fase de grupos no Mundial da França. Quando as duas equipes caíram no mesmo grupo no sorteio da Copa, houve grande apreensão de todos diante o confronto entre as equipes. Mas a partida sobtensão se tornou um dos grandes momentos das Copas. As duas equipes pediram paz a seus governos, e fizeram uma grande partida com vitória da Seleção Iraniana no resultado do jogo, mas vitória do esporte na promoção da união dos povos. 

Irã e Estados Unidos - Copa do Mundo 1998
21 de Junho de 1998, ás 21h, diretamente do Estádio de Gerland, Lyon, França, para um duelo muito esperado para esta Copa do Mundo. Não pelo futebol esperado, mas pelos contextos históricos que envolvem iranianos e estadunidenses. A Seleção do Irã, que retorna as copas depois de 20 anos, vem de derrota de 1 a 0 para a Iugoslávia, mas conta com um bom elenco, que terminou em terceiro na Copa Asiática em 1996. Tem o meia Bgheri, e os atacantes Ali Daei e Azizi, onde todos jogam no futebol alemão, como seus grandes destaques. Já a Seleção dos Yanks, anfitriões da última Copa, perdeu para a Alemanha por 2 a 0, e vem de um vice-campeonato na Copa Ouro disputada no inicio do ano. Contará para a partida com o goleiro Keller que destaca no futebol inglês, e o experiente Tab Ramos que está na sua 3ª Copa do Mundo.
Uma cena muito legal em campo. Os jogadores com buque de flores, e todos se reuniram para uma foto em coletivo. Um momento histórico neste duelo, que promete deixar de fora os conflitos de guerra entre os dois países, isto é Copa do Mundo, dentro de campo são adversários e não inimigos.
Começa o jogo! O jogo começa apertado, e com marcações fortes. Os dois times estão pressionados pela vitória, a derrota manda um para casa mais cedo. Mas a partida é boa até aqui. Bastante movimentada, mas sem espaços para gol ainda.
Ali Daei na direita, ele tem habilidade. Tabelou com Mahdavikia, Olha o Cruzamento... Estili... Goool! É do Irã! Meteu a cabeçada na bola, que cobriu o goleiro americano. Aos 40 minutos do primeiro tempo, Irã sai na frente, após belo cruzamento de Ali Daei, para testada de Estili camisa 9, fazer 1 a 0 para o Irã. E acaba o primeiro tempo, bom jogo até aqui.
Começa a etapa final! O jogo continua com muita movimentação, os dois times procurando o gol, mas ambos também marcam muito bem. O gol só sairá no erro do adversário. Os yanks já pararam duas vezes na trave, e os persas, em belas defesas do goleiro estadunidense. Bom jogo até aqui.
Mahdavikia comemorando o gol, Irã x Estados Unidos 
- Copa do Mundo 1998
Olha ele ai no meio, Ali Daei, antecipou a marcação, que toque lindo... Mahdavikia recebeu... Arrancada linda! Só tem um marcador dos Estados Unidos contra dois iranianos... Mahdavikia, entrou na área, vai tocar, vai chutar?! Goool! É do Irã! Uma bomba de Mahdavikia, que tinha opção do toque mas mandou na saída de Keller. Irã 2 a 0 aos 39min do segundo tempo.
Os Estados Unidos tenta reagir, com o placar está sendo eliminados da Copa. Bola parada, mandou na área... McBride cabeceou... Goool! É dos Estados Unidos. McBrinde, após uma cobrança de bola parada, a bola chega ao atacante, que livre manda para dentro do gol, aos 43min da etapa final. Que partida, o Estados Unidos coloca fogo no jogo no finalzinho.
Acabou! Não tem tempo para mais nada, Irã ainda acreditando 2, Estados Unidos eliminado 1. Ali Daei como duas assistências para os gols de Estili e Mahdaviskia, o camisa 10 foi o nome do jogo. E segue a Copa, dia 23 tem Brasil x Noruega, e dia 24, França pega a Dinamarca, e vamos acompanhar estas partidas aqui no Blog Pé de Taioba.

Segue abaixo os modelos para botão do jogo:
IRÃ: 1.Abedzadeh; 2.Mahdavikia, 4.Khakppour, 14.Khani e 17.Zarichech; 20.Pashazadeh, 9.Estili, 21.Minavand e 6.Begheri; 11.Azizi e 10.Ali Daei.Técnico: Jalai Talebi.
ESTADOS UNIDOS: 18.Keller; 2.Hejduk, 3.Pope, 5.Dooley e 6.Régis; 10.Tab Ramos, 21.Reyna, 13.Jones e 7.Wegerle; 20.McBride e 9.Moore. Técnico: Steve Sampson.

História em Futebol de Botão: Polêmica, goleada, e o jogo histórico entre Argentina e Peru na Copa do Mundo de 1978.

O dia 21 de junho de 1978 ficou marcado na história do futebol. A Argentina entrava em campo contra o Peru, sabendo da vitória do Brasil sobre a Polônia, e que precisava assim golear para chegar à grande final sonhada. Em 5 minutos da etapa final, a Albiceleste já estava tendo o resultado que precisava, e ainda fez mais dois gols, vencendo o Peru por 6 a 0. O que gerou muita repercussão foi à péssima atuação do goleiro argentino naturalizado peruano, Ramón Quiroga, e desta outras polêmicas deste jogo ainda são questionadas. No final a Argentina conseguiu o que esperava, chegou a mais uma final de Copa, 48 anos depois, e em casa.  

Goleiro Quiroga, Argentina x Peru - Copa do Mundo 1978
21 de junho de 1978, ás 19h:15min, diretamente do do Estádio Gigante de Arroyito, Rosário, Argentina, para o duelo entre a Seleção Argentina, dona da casa, que tem que golear o seu adversário, a Seleção Peruana, para consegui chegar a final. Isto porque o Brasil lidera o grupo após a vitória sobre a Polônia, e tem um saldo de gols melhor que a Albiceleste. A Argentina vem a campo com quase todos os titulares contra o Brasil, exceto por Ardiles que saiu lesionado, vindo para seu lugar o meia Larrosa. A Albiceleste conta com seus atacantes para marcar os 4 gols que precisa, em destaque aqui Kempes e Luque. Já a La Blanquirroja conta com um time forte, que ficou na primeira fase em primeiro do seu grupo, que tinha Holanda, Escócia e Irã. Conta com o artilheiro até aqui da competição, Cubillas, e destaque do título da Copa América de 1975, conquistada pelo Peru. Outro nome peruano é o bom goleiro Ramon Quiroga que está muito pressionado para a partida, por ter nacionalidade argentina.
Começa o jogo! A Argentina se impõe no jogo, precisa do resultado. E lá vem os argentinos. Kempes, tabelou... Dominou a bola. Olha o drible... Entrou na área... Golaço! Goool! É da Argentina! Kempes! Em tabelinha no meio, o camisa 10 dominou dando um drible no marcador, invadiu a área, e na saída do goleiro, mandou no canto, e correu para a torcida. Aos 21 minutos do primeiro tempo, Argentina 1 a 0.
Os argentinos dominam os peruanos no campo de defesa. Escanteio para cobrar. Mandou na área... Goool! É da Argentina! Tarantini! O lateral apareceu livre na cobrança de escanteio para ampliar o placar aos 43 minutos do primeiro tempo. 2 a 0 para a Argentina. E acaba assim o primeiro tempo, só da Argentina, e se continuar assim vai conseguir o placar que precisa.
Começa a etapa final! E já tem falta para os argentinos. Gallego nela, vai mandar na área. Mandou na área... Kempes.... Tabelou... Kempes... Goool! É da Argentina! Aos 4 minutos do segundo tempo. Bola lançada na área peruana, a bola sobra para Kempes, que consegue dominar, tocar para Luque, que devolve rápido, e o camisa 10 mandar para o fundo do gol. Segundo dele no jogo, terceiro da Argentina.
Gol de Luque, Argentina x Peru - Copa do Mundo 1978
E lá vem a Argentina! Tarantini na esquerda, cruzou... Chegou... Olha o gol... Goool! É da Argentina. Inacreditável! Luque, do River Plate, aos 5 minutos da etapa final. Um cruzamento da esquerda feito por Tarantini, chegou no segundo trave Passarella, que tocou para dentro da pequena área, a bola sobrou para Luque que só empurrou para dentro. Argentina 4 a 0, com este placar está dando os donos da casa na final.
Só da Argentina.  Ortiz recebeu na esquerda. Partiu para cima o atacante argentino. Passou pela marcação, entrou na área... Cruzou... Houseman... Goool! É da Argentina! Virou festa agora. Em boa jogada de Ortiz pela esquerda, mandou dentro da pequena área, e Houseman, mandou para o fundo do gol. 5 a 0 para Argentina aos 22 minutos d etapa final, o Peru só assiste o jogo dentro de campo.
Peru tenta sair jogando, e o juiz marca falta. Saiu rápido. Olha a lambança! Tomou... Larrosa... Mandou para Luque... Goool! É da Argentina! A goleada vira humilhação total. Luque segundo dele, sexto da Argentina. Após uma lambança da defesa peruana que quis sair jogando rápida a falta sofrida na defesa, e o meia Larrosa tomou, puxou o contra-ataque e tocou para Luque, que na saída do goleiro mandou para o fundo do gol. Que goleada, Argentina praticamente na final.
Acabou! Inacreditável. A Argentina que precisava de uma goleada, encima da ótima Seleção Peruana, que fez uma boa campanha na primeira fase, conseguiu o placar de sobra, 6 a 0, com dois gols de Kempes e Luque, e mais um de Tarantini e Houseman. A Argentina volta a uma grande decisão depois de 48 anos, e agora com apoio em massa da sua torcida, o adversário será o atual vice-campeão do mundo, a Holanda. Não percam dia 24 acompanharemos Brasil e Itália na disputa do terceiro lugar. E dia 25, não percam, Argentina e Holanda na grande final, aqui no Blog Pé de Taioba.

Segue abaixo os modelos para botão do jogo:
ARGENTINA: 5.Fillol; 15.Olguín, 7.Luis Galvan, 19.Passarella e 20.Tarantini; 6.Gallego, 12.Larrosa, 10.Kempes e 4.Bertoni; 14.Luque e 16.Ortiz. Técnico: César Luis Minotti.
PERU: 21.Quiroga; 2.Duarte, 3.Manzo, 4.Chumpitaz e 22.Rojas; 6.Velásquez, 17.Quesada e 8.Cueto; 10.Cubillas, 7.Munante e 11.Oblitas. Técnico: Michel Hidalgo

Destaque