24 de jun de 2018

História em Futebol de Botão: O brilho do camisa 10 na Copa do Mundo de 1958, Brasil x França.

O encontro de Pelé e Fontaine em Copas foi um espetáculo entre dois artilheiros. O atacante francês que acabou como o maior artilheiro de uma edição de Copas, ao marcar 13 vezes em 1958, viu uma lenda surgir na semifinal que tirou a França da grande decisão. Era um jovem de 17 anos, que marcou três gols, e entrava na história, tornando a camisa 10 uma lenda. Era Edson Arantes do Nascimento, ou simplesmente, Pelé. 

Pelé marcando o Gol após a falha de Abbes, Brasil x França 
- Copa do Mundo de 1958
24 de Junho de 1958, ás 19h, diretamente do Estádio de Rasunda, Solna, região metropolitana de Estocolmo, Suécia, para a partida da semifinal da Copa do Mundo, entre a Seleção Brasileira e a Seleção Francesa. O Brasil que vem de uma vitória sobre o País de Gales, e vem com o mesmo time contra os franceses, inclusive o autor do gol, o jovem atacante Pelé. Além de Garrincha que vem fazendo a alegria nas arquibancadas com seus dribles, Didi, Vavá, Zagallo, Zito, De Sordi, Belino, Orlando, Nilton Santos e Gilmar. Já a França conta com o artilheiro até aqui da competição, Fontaine com 8 gols. Outros destaques são o atacante Kopa, que venceu pouco menos de um mês a Liga dos Campeões com o Real Madrid, o experiente goleiro Abbes, como o volante Penverne, e o atacante Jean Vincent, todos estiveram na Copa de 1954 na Suíça.
Começa o jogo! E o Brasil já empoe seu jogo ofensivo. Didi no meio, olha que lançamento... Vavá, dominou, chutou.. Goool! É do Brasil! Aos 2 minutos da etapa inicial. Um lançamento lindo de Didi da direita para a esquerda, encontrando Vavá, que dominou livre e mando na saída do goleiro. Brasil 1 a 0.
A França vai para cima. Wisnieski, que enfiada de bola... Fontaine, tirou de Gilmar, olha o gol... Goool! É da França! Que drible do artilheiro da Copa até aqui, Fontaine, após uma enfiada de bola no meio, tirou de Gilmar e mandou no fundo do gol, nono gol do camisa 17 na competição, é o empate francês aos 9 minutos do primeiro tempo. Que jogo, Brasil 1, França também 1.
O jogo está bastante movimentado até aqui. Brasil e França fazem uma grande semifinal. Olha Didi no meio, olha o chute... Golaço! Golaço! É do Brasil! Didi! Didi! Que pintura de gol. Aos 39 minutos do primeiro tempo, para desempatar o jogo, Didi, o meia botafoguense, do chute “folha seca”, mandou uma bomba no ângulo, sem chance para o goleiro francês. Que gol lindo! Brasil 2 a 1 agora. E acaba o primeiro tempo, em um bom jogo até aqui, e com uma pintura de gol de Didi.
Começa o segundo tempo! E o Brasil quer mais gols, e parte para cima. Olha o chute, explode no meio da área, a bola sobra na esquerda, olha o cruzamento... Pelé... Goool! É do Brasil! Após um chute no meio, de Didi, a bola explodiu dentro da área, aparentemente em Vavá, a bola sobrou na esquerda com Nilton Santos, que cruzou, o goleiro francês falhou, e a bola sobrou para Pelé, que só empurrou para dentro, aos 7 minutos da etapa final. Brasil 3 a 1.
E lá vem o Brasil de novo. Garrincha na direita. Partiu para cima do jeito que ele gosta, tocou para trás... Pelé dominou, tocou para Vavá... A bola voltou, Pelé... Goool! É do Brasil! Pelé, Pelé, Pelé! O menino santista, mandou para o fundo do gol, o terceiro dele na Copa, o quarto do Brasil no jogo, aos 19 minutos da etapa final.
Garrincha está impossível na direita, está deitando e rolando na marcação francesa. Passou da marcação, olha o cruzamento... Pelé! Golaço! É do Brasil! Um cruzamento de Garrincha para Pelé, que dominou, girou encima do marcador, e mandou uma bomba no canto do goleiro Abbes, aos 30 minutos do segundo tempo. O menino Pelé, superou o artilheiro Fontaine no jogo. Brasil 5 a 1, que partida da Seleção Canarinho!
A França tenta reagir. Kopa com a bola, já tocou com Piantoni, que passou da marcação, vai chutar... Goool! É da França! Um belo chute de Piantoni para superar Gilmar, e marcar o segundo da França no jogo, aos 38 minutos da etapa final. Diminui agora para 5 a 2.
Didi e Kopa, Brasil x França - Copa do Mundo de 1958
Acabou! O Brasil está na final da Copa do Mundo de 1958 na Suécia, após 8 anos, a Seleção Verde e Amarela chega a sua segunda final. Venceu os Bleus de Fontaine, artilheiro até aqui da competição com 9 gols, por 5 a 2. Com um gol de Vavá no início do jogo, com uma pintura de Didi, e um hat-trick do jovem Pelé, o Brasil vai decidir dia 29 de junho o título da Copa do Mundo, e vamos aguardar para saber como ficou Suécia x Alemanha, para saber o grande adversário da final. Não percam aqui no Blog Pé de Taioba, ás 15h, no dia 29 de junho. E acompanharemos o terceiro lugar, no dia 28, ás 17h.

Segue abaixo os modelos para botão do jogo:
BRASIL: 3.Gilmar; 14.De Sordi, 2.Belini, 15. Orlando e 12. Nilton Santos; 19.Zito e 6.Didi; 11.Garrincha, 20.Vavá, 10.Pelé e 7.Zagallo. Técnico: Vicente Feola.
FRANÇA: 1.Abbes; 12.Marcel, 4.Kaelbel, 10.Jonquet e 5.Lerond; 13.Penverne e 18.Kopa; 22.Wisnieski, 17.Fontaine., 20.Piantoni e 21.Vincent. Técnico: Albert Batteux.

REFERÊNCIA:
GLOBO ESPORTE. Copa do Mundo 1958 – Suécia. Disponível em: http://globoesporte.globo.com/futebol/copa-do-mundo/historia/copa-de-1958-suecia.html. Acessado em: 05/06/2018

ESPORTE TERRA. História das Copas – Suécia 1958. Disponível em: https://esportes.terra.com.br/futebol/copa2006/interna/0,,OI683679-EI5499,00.html. Acessado em: 05/06/2018.

OGOL. Copa do Mundo 1958 – Brasil x França. Disponível em: http://www.ogol.com.br/jogo.php?id=4217. Acessado em: 24/06/2018

Destaque